Pesquisar neste blog:

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Esses nossos filhos


Quem me conhece sabe que se tem alguma coisa que me deixa curioso é, claro, filme. Uma conversa que se inicia com "Como se chama mesmo aquele ator que..." ou "Outro dia vi um filme muito bom, mas não me lembro o nome...", ou qualquer coisa similar, não vai terminar enquanto o assunto não for esclarecido.

Aí começo um papo com meu filho de dois anos hoje a caminho de casa:

- E a escolinha hoje, foi legal?

- Foi!

- O que teve?

- Teve brinquedo... teve história... teve colegas...

- Teve música?

- Teve.

- O que mais?

- Teve cinema.

- Cinema???
(para tudo!!!)

- É, cinema.
(aí que me lembrei que um dia da semana rola um DVD numa sala da escola)

- Qual filme???

- ...
(o que eu esperava, uma resposta tipo "Papai, foi Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças"???)

- Foi um filme ou um desenho?

- É.

- É, qual? O que tinha nesse cinema?

- Tinha... um gatinho.
(opa, estamos chegando em algum lugar)

- Um gatinho! Que legal... E como se chamava esse gatinho?

- ...

- Tinha só um gatinho ou algo mais?

- Tinha gatinho.

- Tinha ratinho também?

- Tinha ratinho!!! É!

- E tinha pessoas?

- Tinha pessoas...
(não sei, não)

- E como era o ratinho?

- Pequenininho.

- E o gatinho como era?

- Grandão.
(claro)

- E que cor ele era?

- Azul e... rosa.

- E eles falavam?

- ...

- Era Tom e Jerry?

- Não. Era gatinho.

- Certo, mas o gatinho se chamava Tom?

- Olha, a moto virou a rua!
(foco na conversa, por favor!)

- É, legal a moto. E o que fez o ratinho?

- Ela vai pra lá e pra cá...
(moto serve só pra atrapalhar mesmo!)

- Então, o ratinho... andou de navio?

- Andou! O ratinho andou de navio.
(Fievel? Ou será que induzi a testemunha?)

- Como se chamava o ratinho?

- ...

- O ratinho andou de carro?

- Andou!

- O ratinho andou de avião?

- Andou!
(hmmpff... indução)

- Ah, tá. Ele fez tudo isso.

- É, tudo isso. Ele fez tuuudo isso.

- Sei. E tinha só um gatinho ou um monte?

- Um montão.
(Aristogatas? Naaa... Até na minha infância Aristogatas era chato.)

- E o ratinho... ele cozinhava?
(Ratatouille???)

- Cozinhava!
(indução de novo?)

- Ah, é? E o que ele usava?

- Colher!
(não era bem a resposta que eu esperava, mas parece não ser indução)

- E que roupa ele usava?

- Roupa de papá.

- Ok. E que cor era a roupa?

- Roupa de papá... vermelha.
(hmmmmpf)

- E ele tinha... chapéu?

- Nãão. Tinha chapéu não.

- E o que o gatinho fazia?

- O gatinho... Era melhor subir a escada.

- Escada???

- É.

- O ratinho fugia do gatinho pela escada?

- Olha um bicho na parede!
(foco, foco!)

- É, um bicho na parede. E o gatinho?

- Ele tá voando! sai! Sai!
(mosquito serve só pra atrapalhar mesmo!)

- Pode deixar o mosquitinho ali, depois ele vai embora.

- O gatinho era inteligente...
(opa, voltamos ao assunto!)

- Hã.

- ...mas a escada era feiosa.
(que escada??? pra quê escada, meu Deus???)

- Sei.

- O ratinho foi na escada. Mas.. ele ia papá.

- Tá bom, tá bom... Podemos mudar de assunto. Vou espantar o bicho na parede.


Conclusões?

Meu filho não me conhece e não vou conseguir dormir hoje.

7 comentários:

  1. HAHAHAHA... o Miguel é dos meus! Boa, time! :)
    Flow

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que ele tá a mando da Tia, hein?!

      Excluir
  2. Jurei que você ia conseguir descobrir!!! hahaha
    mas as crianças tem mesmo dificuldade pra "narrar histórias" até os 3 anos de idade... coisa de desenvolvimento infantil, só esperar mais um pouquinho... :)
    bjs, Gabi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "ia descobrir"???
      "esperar mais um pouquinho"..."até os 3 anos de idade"?????
      Segunda-feira é o limite! Ou o pessoal da escola me fala que filme passaram para o meu filho ou ele passa para educação domiciliar!

      Excluir
    2. Hahahaha... acho que alguém terá grandes problemas até 2014.
      (Ou então vc vai buscar o Miguel mais cedo nos dias do DVD, hein? hein? hein?)
      Flow.

      Excluir
  3. Hoje a conversa foi beeeeem mais tranquila.

    - Teve "cinema com pipoca" hoje na escolinha?
    (descobri que rola a cada 15 dias, mas nas sextas seguintes reprisam o filme, sem a pipoca)
    - Teeeve!
    - E tinha gatinho no filme?
    - Não. Tinha porquinho.
    - Três porquinhos?
    - É. Um, dois porquinhos. E lobo. O lobo não era amigo dos porquinhos, não.
    - E o que o lobo fez?
    - Ele soprou a casa dos porquinhos.
    - OK.
    (e quando eu decidia se entrava ou não em qual versão dos Três Porquinhos era, ele leu meu pensamento:)
    - E o porquinho tocou piano dentro da casa.
    (http://www.imdb.com/title/tt0024660/)
    :)

    Ou ele leu o blog semana passada e ficou chateado ou simplesmente não quis se submeter ao interrogatório da última sexta.

    ResponderExcluir
  4. Rs...rs... Ele SÓ ainda não te conhece!

    ResponderExcluir